sábado, agosto 01, 2009

Joana Amaral Dias!

A importância de se chamar Joana Amaral Dias ou a importância que o PS dá a quem não é do Partido Socialista? Começa a parecer um circo mediático. Convida-se gente dos mais variados quadrante políticos para encabeçar as listas do PS! Simplesmente por serem nomes sonantes. Gente que nunca deu provas dadas de coisa nenhuma nem ao PS nem a outro partido qualquer, mas estão lá na primeira fila, para serem representantes do PS nas listas do partido.
Hoje em dia não basta provas dadas de militância, ou "servidão" por um partido (PS), o que importa mesmo é ser de um outro partido. Ver as listas do PS para as Câmaras Municipais, Assembleias e Juntas de Freguesia com cabeças de listas de outros partidos, sejam eles do PSD ou do PC ou mesmo do Bloco de Esquerda, só dá mesmo para rir. Porque militantes do PS só mesmo para encabeçar outros partidos. Ou limpar a casa.
Outros tempos que não me agradam mesmo nada e logo eu que não gosto nada de independentes!

2 comentários:

Observador disse...

Nomes sonantes, Franky?

Quem é esta senhora com ar de copinho de leite?
Nunca ouvi falar dela a não ser neste episódio bem à moda dos políticos de meia-tigela.

Mas quem convidou a menina?
Era esta menina que supostamente teria sido convidada para trabalhar na área da toxicodependência?

Não anda o pseudo intocável Louçã a fabricar "casos" só para apontar armas ao PS?

Percebo o teu desagrado.

Franky disse...

Sobre a pessoa em si apesar de não a conhecer pessoalmente, não me suscita muita simpatia! Acho-a arrogante e convencida, se calhar até tem razão, devido ao interesse que tem despertado. Pois, não sei. Como também não sei este subido interesse do PS por tudo que não é da sua cor. Se não houver militância é tudo mais fácil. Como me dizia o outro dia um independente e Presidente de uma Junta de Freguesia pelo PS, "ser independente tem as suas vantagens, hoje com uns, amanhã com outros, desde que se consiga alcançar os interesses que se pretendem para a freguesia"! (ou pessoais?)! Não entendi muito bem.