quinta-feira, agosto 20, 2009

A entrevista a Manuela Ferreira Leite!

No final da entrevista e quando já pensava não estar no ar, Judite de Sousa tem a seguinte afirmação: "Esta última pergunta foi gira".
É este o serviço público que a RTP nos presta? Uma jornalista PSD, casada com um autarca do PSD a entrevistar a líder do PSD? Afirma Ferreira Leite que o País está em Asfixia Democrática? Memória curta têm estes políticos! Mas eu lembro-me dos tempos do Cavaquismo!
Ao contrário do que aconteceu com a entrevista a José Sócrates, actual primeiro ministro, se bem se lembram, constantemente interrompido pela Judite de Sousa enquanto este falava para ele não poder esclarecer devidamente os portugueses, esta senhora teve tempo suficiente para pensar, parar, organizar o discurso e responder as suas ideias e planos políticos, mas mesmo assim saiu-se muito mal. Esta entrevista não deveria ter acontecido nesta altura, mas sim depois do programa do PSD ser anunciado aos portugueses. Aí sim haveria motivo para a senhora ser entrevistada. Foi assim uma entrevista vazia de ideias e de conteúdo, numa noite morna de Verão, quando todos os portugueses veraneiam, como ela própria diz, sem vontade de ler programas de partidos ou ver programas de TV.
Só isto diria tudo de uma entrevista que nada trouxe de novidade e que ficará perdida no tempo e na memória. Para além de que a senhora passou o tempo todo a meter medo com o papão do Sócrates, como no tempo de Salazar se fazia em relação ao Partido Comunista, que diziam comia criancinhas ao pequeno almoço! Ficou no ar a promessa sempre presente aliás do programa do PSD para o fim do mês, porque antes disso o país está de férias. Todo o país? Mesmo os tais tão anunciados desempregados?

2 comentários:

Observador disse...

Compete à realização desligar o som logo que uma entrevista acabe.
Errou!
Compete a um jornalista profissional aguardar uns segundos para dar tempo a que a realização coloque tudo em off.
Errou Judite.

Manuela Ferreira Leite teve a vida facilitada perante o que pareceu uma espécie de entrevista.
Já se tinha percebido, noutras alturas, que Judite faz o que quer e como quer.
É azeda para uns, doce para outros.
Como lhe dá jeito.
MFL esteve como o peixe na água.
Nada disse que nos desse um indicador, por pequeno que fosse, de como iria governar.
Desculpou-se com o plano de campanha que só vai, segundo ela, ser apresentado dia 27.
Mas ... ideias? Coisas para o cidadão comum perceber? Nada. Ou quase.

Esta pseudo entrevista aconteceu fora de tempo.
Ora se, segundo Manuela, Portugal está de férias, para que serviu esta sonsa e amena conversa?

Dizem que a RTP está manipulada pelo governo.
Nota-se...

elvira carvalho disse...

Pois não ouvi. Estou cansada de jornalistas que fingem que fazem entrevistas e jornalistas que se atiram aos entrevistados como se quisessem mordê-los, consoante a sua cor política.
Um abraço e bom fim de semana.