quinta-feira, março 19, 2009

Ser Pai!


Hoje é dia de todos os pais. E do meu também.

Dos homens que sendo pais o sabem sê-lo. Do carinho que partilham. Da plenitude de o ser.

Ser pai é saber ser herói na infância, exemplo na juventude e amigo para sempre. É saber brincar e zangar-se.

É saber fazer o necessário por cima e por dentro da incompreensão.
É aprender a tolerância com os demais e exercitar a dura intolerância (mas compreensão) com os próprios erros.

Ser pai é saber e calar. Fazer e guardar. Dizer e não insistir. Falar e dizer. Dosar e controlar-se. Dirigir sem demonstrar. É ver dor, sofrimento, vício, queda e jamais transferindo aos filhos o que, a alma, lhe corrói. Ser pai é ser bom sem ser fraco.

Um dia alguém perguntou a um pai se tinha um filho preferido ao que ele respondeu que sim. O meu filho preferido é o que está doente até que esteja são, o que tem fome até que esteja saciado, o que está em baixo, o que passa dificuldades enfim, o que mais precisa de mim até que eu o tenha ajudado.

O meu pai era assim. Bom pai, respeitado e amado. As lembranças, que vão ficando ao longo do caminho que vou percorrendo, continuam vivas em mim. Aqui e ali uma memória mais forte, mais sentida, mas sempre presente.

Um beijo para todos os pais

Um comentário:

Observador disse...

Fico grato pela parte que me toca.