sexta-feira, maio 15, 2009

O meu dia com altos e baixos!

Hoje deveríamos ter ido à consulta de Cardiologia, preparar o Pacemaker para a radioterapia, que começaria dia 19, terça-feira. Depois de uma noite sem dormir, com muita agitação e fortes dores, de manhã Ele estava exausto e nem se conseguia mexer. Não era possível naquele estado arranca-lo da cama e arrasta-lo até ao Hospital. Depois de contactada a médica cardiologista combinou-se que o melhor para Ele era ficar a descansar e a recuperar as forças. Fomos confrontados com a realidade e o perigo que é submeter um doente com Pacemaker a radioterapia no pulmão. Foi o que fizemos e Ele está a dormir até agora.
Com tempo livre para tratar de outros assunto resolvi insistir de novo na consulta com o médico de família. Não sou fácil de desistir e depois da Elvira ter falado aqui numa das suas mensagens, sobre uma consulta ao domicilio que teria pedido para o paizinho dela, lembrei-me que o ideal seria isso mesmo, se bem que era o que Ele estava a precisar, é também um direito que nos assiste. Se bem o pensei melhor o fiz e dirigi-me ao Centro de Saúde para pedir a tal consulta. Fui logo atendida e a empregada do guiché foi falar com o meu médico perante a nossa estupefacção, a minha e do meu filho. O médico quis falar connosco, uma vez que não conhecia o doente e pela primeira vez fomos muito bem atendidos, com profissionalismo e simpatia. O médico é 5 estrelas,interessou-se imediatamente pelo doente e pelo seu estado de saúde, medicou-o convenientemente para poder ter uma melhor qualidade de vida. Já está medicado com "Durogesic" e prontificou-se para tudo o que seja necessário a partir de agora.
Uma pequena vitória, mas que nos deixa tão relaxados e confiantes.
Mais uma vez chego à conclusão que o sistema não é mau, os técnicos são bons profissionais, como já aqui o disse mais do que uma vez, mas basta uma pequena areia para encravar todo este sistema. As areias, são os profissionais que contactam directamente connosco, os dos guichés, os seguranças, os porteiros, os que estão à frente dos serviços, os que dão a cara, possivelmente porque lhes dão ordens para isso e porque o ser humano cada vez está mais parecido com máquinas do que com homens e exercem a sua função, intransigentemente, cumprindo as suas funções, sem se desviaram um milímetro, seja para que assunto for. Estamos a transformar este País, numa sociedade insensível, sem solidariedade, sem humanidade.

4 comentários:

Observador disse...

É uma vitória muito pequena mas que sabe tão bem.
Sabemos que os médicos não são uns monstros, embora existam os menos capazes.
As máquinas, muito burocratizadas e cheias de incompetência são o pior.

Aí vai um sorriso por esta etapa.

Beijinhos

elvira carvalho disse...

É amiga, o sistema é bom com uns médicos e mau com outros. Tal como lhe contei noutro post. Que bom que o vosso médico é bom. Sempre é uma pessoa em quem podem confiar e a quem recorrer quando é preciso.
Um abraço e Deus vos ajude.
Bom fim de semana

Anônimo disse...

Franky, fiquei contente com a sua vitória.
É triste amiga, mas o que conta é que agora parece ja haver um médico que esteja disposto a ajudar.
Beijos muito doces para si.
Vanda

Anônimo disse...

Passei aqui para lhe deixar um beijo grande.
Vanda