sábado, outubro 31, 2009

Cozido à Portuguesa

Sábado é dia de Cozido à Portuguesa, pelo menos cá em casa! Recebe-se a família e conversa-se à mesa sobre mil e um assunto, enquanto se vão deglutindo o apetitoso manjar.
O cozido é preparado de véspera, as carnes para o cozido são compradas de encomenda no talho que nos fornece habitualmente, aqui mesmo na terra e são extremamente seleccionadas para que o sabor, o paladar, o cheiro e até a cor nos proporcionem um óptimo momento de confraternização.
Alinhadas estão as carnes de vaca, porco (entrecosto, toucinho e chispe) e frango, orelha cozida, duas variedades de chouriço de carne e de sangue (vinagre), farinheira, arroz (cozido com a água de um dos chouriços de sangue), feijão branco, couves lombarda e portuguesa, cenoura, batata, nabo. "O grande segredo deste prato é cada ingrediente ser cozido nos seus sucos".
A verdura que compõe este prato também deve ser extremamente escolhida, a couve Portuguesa, as cenouras, as batatas, devem ser frescas e tenras é essa a minha principal exigência. Colhidas de véspera numa das hortas aqui do Oeste, agricultura biológica, sem produtos químicos, só água e o amor de quem sabe.
Com calma vai-se preparando o almoço que deverá ser bem regado com um bom vinho do Oeste.
A laranja deverá estar presente na mesa para dar o toque final para que tudo esteja perfeito.
No final uma ginjinha d’Óbidos
Há muito tempo que não fazíamos estas reuniões de família.
A pouco e pouco as coisas vão voltando ao normal por aqui.


2 comentários:

continuando assim... disse...

adorei ler :)

na casa dos meus pais costuma ser ao Domingo :)

um beijo
teresa

Observador disse...

Convites não há, não?

:(