domingo, julho 19, 2009

O Adeus!

Desde ontem que esperávamos um telefonema do Hospital! Eram mais ou menos 10 horas da manhã de hoje, dia 19 de Julho, soou o telefone e o pior confirmou-se. O Rui tinha partido. Ele lutou, sofreu e conscientemente se despediu de nós, ontem pela tarde. A mão que se despede no ar, no adeus eterno. Entre a dor e o sorriso, a vida foi-se apagando. Hoje é a saudade. Essa fica para sempre.
Até um dia Rui!

15 comentários:

Linda disse...

«Se conhecesses o mistério imenso do céu
onde agora vivo,este horizonte sem fim,
esta luz que tudo reveste e penetra,
não chorarias,se me amas!
Estou já absorvido no encanto de Deus,
na sua infindável beleza.
Permanece em mim o teu amor,uma
enorme ternura que nem tu consegues
imaginar.
Vivo num alegria puríssima.
Nas angústias do tempo pensa nesta casa
onde um dia estaremos reunidos para al´me
da morte,matando a sede na fonte
inesgotável da alegria e do amor infinito.
Não chores,se verdadeiramente me amas!»

"Santo Agostinho"

*
Linda

Jon disse...

Não sei o que dizer, Franky...
Apesar de tudo, não estava à espera deste desfecho.
Quando estamos "por fora", tentamos ver as coisas de outra forma...talvez mais distantes da realidade. E eu continuei a ver o Rui tal como o conheci.
Um grande, grande beijinho para ti e um abraço muito grande a toda a tua família. Força!

Lu disse...

Deixo-te aqui o meu abraço apertado minha querida.

elvira carvalho disse...

Amiga, há alturas na vida que todas as palavras sobram.
Deixo um abraço de solidariedade e um poema de que muito gosto.


Quem morreu, não foi ele.
Foram as coisas, que deixaram
de ser vistas pelos seus olhos.
Quem morreu, não foi ele.
Foram os objectos que a sua
mão deixou de tocar...
(...)
Não foi o sangue que lhe parou
de fluir, nas veias:
foi, antes, o vinho que ficou imóvel,
na garrrafa.
Não é ele o defunto,
é o mundo
que morreu nos seus cinco sentidos.
É o sol,
o grande sol pendido
que ainda lhe ilumina o rosto.
É a rosa,
a rosa quente que já esfria,
no corpo onde, a todo momento,
abria e fechava a corola...

Cassiano Ricardo

São disse...

Beijinho muito grande.

Anônimo disse...

Amiga,
Um abraço bem apertado para si.
Quando necessitar estarei por aqui.
Para o Rui, que descanse em paz.
Beijos
Vanda

Anônimo disse...

Passei em silêncio mas com um beijo para si.
Vanda

Sónia disse...

A imagem da despedida nunca mais irá sair dos nossos pensamentos, mas temos que nos focar nos bons momentos vividos porque são esses que nos fazem seguir em frente.

Um beijo enorme de quem entende bem o que estão a passar neste momento.

Tudo passa... menos a lembrança e a saudade.

Sónia

Franky disse...

Linda, Jon, Lu, Elvira Carvalho, São, Vanda e Sónia, agradeço-vos de coração as vossas palavras e o vosso apoio. O tempo tudo resolve, tudo se torna mais fácil, até as lembranças. Mas as saudades, essa são difíceis de minorar.
Um beijo muito grande para todos e obrigada de coração.

Um beijinho muito especial para ti Sónia, sei que estás a sofrer muito pela perda da tua mãe e eu não estive ao teu lado no momento que tanto precisavas. Desculpa.
Quero que saibas que não me esqueço de ti e que se tivesse sabido nessa altura do sucedido de alguma forma te teria feito chegar o meu abraço sincero.
Um beijo muito grande amiga e gosto muito de ti, nunca te esqueças disso.

Anônimo disse...

Venho deixar-lhe os meus sentimentos pelo seu marido.

Para ele acabou o sofrimento, e fica para si todos os momentos bons que viveram.

Desejo-lhe toda a força, e coragem

beijo.

Observador disse...

Franky

As minhas sinceras condolências.

Beijinho

Mafy disse...

Franky,

Tal como já te escrevi no mail, quero apresentar-te os meus mais sinceros sentimentos e pesar pelo triste sucedido.
Palavra de honra que me faltam as palavras, não sei o que dizer nestas alturas …
Talvez tenha sido melhor assim, agora está livre de todo o sofrimento Franky, pensa assim.
Mas é duro, eu sei.

Um abraço muito, muito apertado para ti.
Manda tb muitos beijinhos ao Pedro e à Ana.

Anônimo disse...

Olá Franky,
Passei por cá, para saber como está?
Beijos grandes
Vanda

Observador disse...

Já trocámos mail's, Franky.

Força!!!

Beijinhos

Franky disse...

Olá Vanda,Observador e Mafy, um abraço enorme para vocês.
Isto vai, tem de ir, cada dia de cada vez porque a vida tem de ser vivida e eu acho que a mereço viver.
Não posso perdem o comboio e ele já está quase a chegar à estação.
Beijinhos